contato@geoestavel.com.brMatriz: 55 (31) 3448-5100 | 3492-1007

Descomissionamento de Barragens e Pilhas

Descomissionamento de Barragens e Pilhas

A atividade de mineração frequentemente está associada a geração de rejeito e estéril em proporções maiores do que a do próprio mineral desejado. Estéril é a designação dada à porção do material escavado que não contém quantidade suficiente do mineral desejado para viabilizar sua exploração econômica. Rejeito é o resíduo proveniente do beneficiamento do minério e também apresenta concentração insuficiente do mineral desejado para viabilizar sua extração. Na exploração de ouro, por exemplo, a proporção de estéril e rejeito é normalmente superior à 99% de todo montante movimentado.

As estruturas destinadas a disposição destes materiais frequentemente ocupam grandes áreas e demandam atenção especial no plano de fechamento do empreendimento. Os estéreis normalmente são dispostos em pilhas e os rejeitos podem ser dispostos em reservatórios de barragens ou empilhados dependendo do processo de beneficiamento e da proporção de água no material.

Para a elaboração de projetos de descomissionamento de barragens de rejeito, cada caso deve ser analisado levando em conta especificidades locais, tais como: volume do reservatório, disponibilidade de material adequado para fazer a cobertura, área de contribuição, geometria da barragem, classe do rejeito, potencial de drenagem ácida, etc. Apesar das variáveis peculiares a cada caso, o fechamento de reservatórios de rejeitos, deve buscar a redução de impactos ambientais, a recuperação da área e a estabilização física e química de longo prazo.

Os projetos de descomissionamento de pilhas de estéril e barragens de rejeitos devem preferencialmente ser elaborados considerando soluções que gerem redução na frequência de manutenção e nos riscos geotécnicos associados à percolação, erosão e estabilidade. Neste contexto, a descaracterização de barragens tem se tornado uma solução cada vez mais atrativa uma vez que reduz os riscos associados à instabilidade, bem como elimina a necessidade de realização de auditorias periódicas exigidas pela ANM para barragens de mineração.

A Geoestável tem experiência em projetos de fechamento de reservatórios de rejeito e pilhas de estéril com diferentes tipos de solução, tais como: dimensionamento de coberturas de solo e/ou água para mitigar a geração de drenagem ácida; projetos e monitoramento de experimentos de campo com diferentes tipos de cobertura; descaracterização de barragens de rejeito e de sedimentos; fechamento de depósitos de estéril recuperando a geomorfologia primitiva; descomissionamento de cavas por meio de deposição de rejeitos e/ou estéreis; etc.

Deixe seus dados que entraremos em contato!




Matriz: Rua das Canárias 703, Bairro Santa Amélia - Belo Horizonte / MG / Brasil
Filial: Av. Jamaris 100, Cj. 604, Bairro Moema - São Paulo / SP / Brasil

Matriz: 55 (31) 3448-5100 | 3492-1007

contato@geoestavel.com.br